Mudanças no Código de Ética proíbem publicidade em serviços odontológicos

  • janeiro 27, 2012
  • Comentários desativados em Mudanças no Código de Ética proíbem publicidade em serviços odontológicos

Em matéria para a publicação Implant News, o prof. Marcelo Miyashitaopinou sobre as conseqüências da proibição da publicidade em serviços odontológicos. A Implant News é a principal publicação brasileira sobre reabilitação oral com implantes e editada pela VM Cultural.

Veja a matéria na íntegra, mais abaixo.


Mudanças no Código de Ética proíbem publicidade em serviços odontológicos.

A 4ª Conferência Nacional de Ética Odontológica (Coneo), realizada em Rio Quente (GO) entre os dias 7 e 10 de novembro de 2011, discutiu o Código de Ética Odontológico que estava vigente há dez anos. Entre outros assuntos, o de maior repercussão foi em relação à restrição de qualquer tipo de publicidade sobre serviços odontológicos. Ou seja, será proibida a veiculação de propaganda em meios de comunicação de massa (rádio, televisão, revistas, jornais etc.).

Tal proposta não agradou as clínicas e nem os convênios médicos, pois boa parte da divulgação do seu trabalho depende desses veículos. Agora, os profissionais terão de se adequar às novas regras e criar novas maneiras de expandir o seu negócio. “Sem a possibilidade do uso da publicidade, quem mais sofre são os negócios em fase de lançamento e crescimento, afinal, ainda não possuem uma base ampla de clientes para ser trabalhada no mercado”, diz o consultor líder da Miyashita Consulting, Marcelo Miyashita.

Implant NewsMiyashita ressalta que nem todos sairão perdendo pois, de certa forma, um mercado no qual o uso da propaganda é restrito, acaba valorizando e protegendo os negócios atuais e já estabilizados, tornando difícil o lançamento e o crescimento de opções concorrentes. “Os que estão no mercado há mais tempo e souberam construir uma base sólida de reputação por serviços prestados e uma carteira de clientes, dependem menos de ações publicitárias, pois a clientela é contínua”.

É importante encontrar alternativas inteligentes para fazer a divulgação sem quebrar as regras. Uma das opções é voltar a atenção para a qualidade da prestação de serviços, gestão de atendimento, relacionamento com o cliente, construção de propostas diferenciadas de negócios, parcerias e acordos com entidades do meio. Enfim, sem propaganda o cirurgião-dentista precisará de mais marketing.

“O profissional terá que desenvolver, com mais afinco, a disciplina, a criatividade e as variáveis das propostas de negócios, como posicionamento, localização, portfólio, preço etc. Além disso, é importante pensar na qualidade do serviço, do atendimento, na gestão de dados e investir em ações de relacionamento”, explica Miyashita.

O cirurgião-dentista terá que desenvolver uma visão mais empreendedora e administrativa, sabendo estabelecer acordos operacionais e parcerias. “Para desenvolver e acompanhar todas essas ações, será necessário que o profissional esteja mais tempo à frente da gestão do que da operação”, esclarece Miyashita. Em suma, o profissional poderá optar por manter-se focado em atender a demanda que surge naturalmente ou perceber que um consultório ou uma clínica não deverá ser visto só pela ótica da Odontologia em si, mas também como um negócio. Confira as mudanças.

 

Implant News, publicado em 24/01/2012 em http://www.inpn.com.br/noticia.asp?id=40

Escrito por : Miyashita Consulting

Nosso negócio é promover e disseminar a prática de marketing pelo caminho da transmissão de conhecimento, aplicado em projetos e treinamentos.

Back to top